Siga por e-mail

Seguidores

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Deus Zeus

Deus Zeus

A relação com os Deuses gregos as vezes se complica um pouco pois não é um panteão monolítico. Aconteceram várias adições, assimilações, mudanças e sobreposições. ZEUS, por exemplo, é uma Deus "complicado", eheheheh.

Na fase pré-olímpica, ou seja, antes de o panteão se organizar em torno desses conceito de Olimpo, Zeus tinha outras características e não estava exatamente associado ao comando ou chefia dos deuses. Seu nome origina-se do indo-europeu DYU, que significa BRILHO... e isso o associa ao céu diurno, ao sol, à luz, às nuvens que brilham com os últimos raios de sol do poente (enquanto o céu já está ficando escuro) e àquelas iluminadas pelos primeiros raios ao amanhecer (enquanto céu ainda está escuro). Também está associado às montanhas mais altas, aquelas cujos picos estão sempre (ou quase sempre) coberto de nuvens (que brilham no poente e no amanhecer) - e é daí que vem a ideia de Olimpo (a montanha mais alta), onde Zeus impera. Por fim, ele é o CÉU AZUL BRILHANTE, o formador dos ventos e das nuvens e, portanto, um Deus da fertilidade posto que controla as chuvas e a mudança das estações.

Esse Zeus originário, realmente não é patriarcal! Porque ele não tem aquelas características que normalmente vemos repetidos nos livros de mitologia por ai. Não é grandão todo-poderoso, conquistador de todas as mulheres (mortais ou não), que manda e desmanda, que causa medo. É um Deus da natureza (e não do Olimpo).

Esse Zeus tem relações férteis com diversas deusas mais Velhas: MÉTIS (a Sabedoria, a Premonição, a Previsão, a Prudência), TÊMIS (a Justiça, a Lei Divina), EURÍNOME (as Águas Primordiais, a Fonte da Criação), DEMÉTER (a Terra), MNEMÓSINE (a Memória de tudo, a Lembrança Universal), LETO ou LATONA (a Terra Escura, a Grande Loba das florestas) e HERA (originalmente, a Vegetação, as Plantas com Flores).

Esse Zeus, tem muitos filhos... mas não porque é o (desculpe a má-palavra) "fodão", mas simplesmente porque ele é o Fecundador; é quem envia a chuva e os raios do sol, indispensáveis para as lavouras, os campos e as florestas de onde todos os animais (inclusive o humano) tira seu alimento. Sem que Zeus fecunde a Terra, não há alimento prá ninguém, não há vida.

A imagem de um Zeus mandão, promíscuo e conquistador, todo-poderoso, cheio de vontade... essa, sim, é uma imagem patriarcal. Ou melhor: uma LEITURA patriarcal de Zeus. Aliás, todo o Olimpo apresentado são uma releitura patriarcal. E, infelizmente, muitas vezes é a única que temos, pois é a única passada nos livros, na escola e nos sites produzidos pelo Ocidente moderno, que é patriarcal. Uma tentativa (até bem sucedida, infelizmente) de legitimar o patriarcado.

Esse Zeus patriarcalizado é, muitas vezes, também psicologizado e transformado em arquétipo do homem forte, poderoso, controlador, racional demais, lógico, cheio de vontade... Ou seja: os "machos-alfa"! Alias, temos que ter muito cuidado com a tendência a psicologizar a Antiga Religião (de qualquer povo que seja). A psicologia é uma ciência ocidental e moderna; nasceu no século XIX, com explicações para uma psique moderna e ocidental, transformando Deuses em arquétipos e rituais ancentrais em ritos de auto-conhecimento. Essa tendência, nos afasta ainda mais de onde queremos chegar: aos Deuses Antigos.

Por isso, Zeus não é patriarcal... mas a releitura patriarcal que fizeram desse Antigo Deus do Céu Iluminado, fecundador e iluminador, é que, infelizmente, ainda predomina em muitos pagãos.

Napaykunakuy!

HERNE, the Hunter
http://hernehunter.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.