Siga por e-mail

Seguidores

sábado, 24 de março de 2012

A CORRESPONDÊNCIA É A LINGUAGEM DO RITUAL.


Por Claudiney Prieto
Quando planejamos um ritual precisamos compreender que a linguagem dos Deuses é simbólica, pois eles se comunicam melhor com nosso Self Jovem que é a parte de nosso ser não verbal. O Self Jovem é nossa criança interior, fascinada com a magia, ritmos, cores, dança e arte.  O Self Jovem tem comunicação direta com os Deuses. Esta é nossa parte que intui e se comunica com o Sagrado através do êxtase e símbolos. É exatamente por este motivo que usamos velas, aromas, sons, invocações, cânticos para invocar os sentimentos e imagens que  nosso Self Jovem responde.
Uma das partes mais agradáveis na hora de compor um ritual é escolher as correspondências a serem usadas. Isto se refere as cores de velas, ervas, pedras, imagens e objetos a serem usados. Este conjunto de elementos são chamados de correspondências porque na magia uma coisa sempre corresponde à outra. Assim cada coisa utilizada em um ritual é usada para representar o propósito a ser alcançado.
Cada Bruxo possui seu próprio conjunto de correspondências e você mesmo pode ter a sua própria tabela de analogias, com símbolos que trabalhem corretamente para você.
No entanto, existem uma série de correspondências testadas e aprovadas por outros Bruxos e que são largamente aceitas e utilizadas na hora de compor um feitiço, ritual ou sortilégio na Wicca. Vamos conhecer algumas delas ao mesmo tempo em que viajamos pelo reino mágico dos quatro elementos:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.