Siga por e-mail

Seguidores

sábado, 24 de março de 2012

ENTÃO VOCÊ QUER SER TORNAR UM(A) BRUXO(A)?


Por Claudiney Prieto
Bem, antes de tomar esta decisão faça uma profunda reflexão sobre os reais motivos que estão te levando a isto.
Se você está sendo atraído para este caminho por causa de todas as estórias mirabolante sobre Bruxas e Bruxaria que já ouviu até hoje em função dos filmes de Hollywood como Jovens Bruxas ou Charmed, esqueça.
Isto não é Bruxaria!
Nenhum Bruxo produz efeitos especiais, é capaz de mover objetos com o poder da mente, voar em vassouras e muito menos é pode resolver todos os problemas do mundo, apesar de conseguir amenizá-los e percebê-los através de outras perspectivas.
A Bruxaria é uma religião e como tal é capaz de nos religar ao Sagrado e a nós mesmos para nos tornarmos seres melhores. Há muito mais na Wicca do que feitiços, rituais e magia. Ela é um caminho, uma filosofia e atitude de vida que envolve conscienciosidade ecológica, responsabilidade social e a libertação dos grilhões da ignorância e preconceitos ensinados a nós como verdades absolutas.
O primeiro passo para você se tornar um Bruxo é se desprender de suas atitudes intolerantes até o presente momento, se abrindo para os ventos da mudança, deixando a Deusa forjar um novo ser capaz de respeitar e honrar as diferenças de cada pessoa que caminha sobre a Terra, que é verdadeiramente nos torna únicos.
Muitas pessoas me perguntam qual o objetivo da Wicca.
Eu poderia enumerar vários. Eles são não só o resgate do culto ao Sagrado Feminino, mas também a busca pela totalidade.
Sim, totalidade.
Se olharmos no dicionário, a palavra totalidade significa: conjunto de partes que formam um todo; soma.
No decorrer de nossa vida muitas partes do nosso ser foram perdidas.
Nos separamos dos ritmos da natureza, não mais dançamos e cantamos em volta das fogueiras, montanhas e árvores entoando cânticos sagrados para celebrar as mudanças da Terra. Não mais vemos o fenômeno da suspensão do sol, lua e estrelas no céu como algo divino e dádiva dos Deuses. Os Antigos Ritos foram esquecidos, as velhas Tradições foram perdidas.
Isso trouxe muitas perdas para nossa sociedade como um todo. Junto com estas perdas vieram a exploração da natureza, a mudança de valores sociais e doenças, não só físicas quanto espirituais.
Hoje vivemos em um planeta completamente doente onde rios precisam ser despoluídos para matar a sede, vegetais e verduras são envenenados com agrotóxicos para serem consumidos, onde nosso ser é bombardeado à cada dia com o lixo visual e informativo que a mídia falada e escrita nos disponibiliza. Nossa cultura caminha todo o dia, mais e mais, em direção ao caos, ao desencontro, ao separatismo, à desesperança.
Como Bruxos acreditamos que isso é provocado pelo desconexão com a natureza, que carrega em si os ciclos da vida. A Deusa é Aquela que sempre manteve ordenadas todas as coisas: Dia e noite, Luz e Sombras, Inverno e Verão, Ordem e Caos. Só Ela é capaz de restabelecer esta ordem que trará a cura para os nossos diferentes tipos de doenças e nos guiar rumo a totalidade.
Quando buscamos a totalidade através da Deusa, invariavelmente Ela nos responde e nos ensina à trilhar os caminhos pelo qual poderemos atingir Sua essência e iniciar nosso processo de cura interior. Ela nos auxilia a juntar, tornar completas e curadas todas as parte do nosso ser para que assim possamos ajudá-la a continuar seu trabalho de cura no mundo.
Tornar-se um ser total nem sempre é algo fácil ou simples. Muitas vezes é preciso reconhecer aquilo que temos de melhor e pior dentro de cada um de nós e aprender lidar com todas as partes de nosso ser, de forma que não prejudiquemos outros e nem à nós mesmos.
Toda Religião busca moldar o ser, forjar alguém mais equilibrado e harmônico para viver em harmonia com o Divino e com os seres humanos, que é a nossa grande comunidade espiritual. A Wicca não foge a regra. Talvez por englobar em seus princípios a compreensão da abelha e do mel, da rosa e do espinho, da luz e das sombras, existentes dentro de cada um de nós, essa busca seja mais difícil ainda, mas também muito mais recompensadora .
Quando descobrimos o quão feios, ruins e negativos somos por dentro, mais  quereremos mudar para melhor e saberemos lidar com tais aspectos da personalidade humana quando eles se manifestarem em outros.
A Deusa é Tudo e está presente no Todo. Nossas escolhas pessoais, as cores de nossa pele, nossa opção religiosa e sexual são motivos de orgulho e não vergonha. Para que a totalidade se estabeleça em nós, é preciso que não tenhamos vergonha de mostrar todas as partes de nosso ser, pois todas elas são sagradas. Para que a totalidade se estabeleça em nós, é preciso que não limitemos nosso poder de entendimento à subjetividade e preconceitos trazidos por séculos de patriarcado. Para que a totalidade se estabeleça em nós, é preciso olhar com os olhos dos outros e estarmos abertos de mente e coração para mudanças, dentro e fora de nós.
Isso torna tudo mais fácil, pois só conseguimos compreender determinadas situações quando admitimos que poderíamos agir de forma semelhante se estivéssemos em posições parecidas.  Isso só é possível quando não disfarçamos o selvagem que existe em nosso interior, mas  aprendemos à nos relacionar com ele.
Os caminhos da Deusa nos ensinam a compreender e aceitar quem verdadeiramente somos, recuperando nossa auto-estima, nos livrando de nossas culpas, medos e ressentimentos, pois eles nos limitam e impedem de chegar à totalidade. Se alguém diz que é conectado com a Deusa, mas age preconceituosamente ou sectariamente, seguramente conexão nenhuma se estabeleceu, pois isto é uma demonstração clara da falta da auto-aceitação de seus anseios e desejos mais recônditos. Se esta pessoa não se livra de suas culpas, medos e ressentimentos, seguramente não aceitará que outros o façam. Esta atitude seguramente não faz parte da visão de mundo de um verdadeiro Pagão.
A Deusa está retornando para nos ensinar que os motivos e preconceitos pelos quais nossa sociedade se separa fazem parte da visão de um mundo patriarcal, machista, competitivo e que não engloba a visão do todo, a totalidade
Ela nos ensinará os processos que nos levarão à cura não só de nosso planeta, mas também de nosso ser. Nesse momento de desencontros e conturbações, a Deusa ressurge para curar nossas almas, nossas feridas e mostrar que isso não é difícil e nem está fora de nosso alcance. Basta aceitarmos as diferenças uns dos outros e compreender quem verdadeiramente somos para que esta ligação e cura aconteça.
A Deusa é Aquela que nos ensinará o verdadeiro significado do nome que levamos, WICCANIANOS, que quer dizer moldadores, giradores, transformadores.
Bruxos são os moldadores de um novo mundo, pessoas que com suas visões, crenças, ritos e poder podem auxiliar a mudar a realidade moderna, tão assustadora. Pessoas que acreditam em seus antigos Deuses como algo real, tangível e que é sempre possível melhorar. Pessoas que acreditam que por mais que tenhamos tentado, sempre há uma outra forma de buscar por um mundo melhor. Pessoas que acreditam que sobreviveremos à este tempo de caos e desencontros e que o amor é a única energia capaz de nos libertar. Pessoas que acreditam que a Terra está viva e tem profundos segredos para nos contar e que se tivermos coragem poderemos tudo mudar e como o sol nos elevar para recomeçar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.