Siga por e-mail

Seguidores

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

A magia funciona!




O ponto é que magia funciona, sempre. Se ela não funcionou você tem que mudar alguma coisa. E talvez você possa começar dando maior atenção a sua própria descrença em relação a Grande Arte.

Não se engane, as vezes ao simples, pode trazer um efeito grandioso. Afinal... O poder está na bruxa e no mago. 



A magia tem método, que em geral começa de forma simples e vai se tornando mais complexa até um ponto onde ela se torna simples de novo. Havendo método ele deve ser seguido e os experimentos anotados. Uma das coisas que diferencia a magia da ciência na observação dos fenômenos é que o cientista analisa criteriosamente o mundo externo, e nada mais. O mago olha ao mesmo tempo para dentro e para fora em todas as suas experiências, observando os fatos da natureza e suas próprias sensações e percepções.

Os paradigmas de magia são muitos, as formas de explicar como a magia funciona são inúmeras, essa informações deve servir para potencializar o resultado de uma operação e não para miná-la. O mago não precisa necessariamente entender todo o processo energético envolvido na materialização do resultado, saber ajuda muito, mas acreditar ajudar muito mais.

No paradigma caoísta crer é poder e isso é muito sério, o estudo deve servir a um proposito, que é aumentar sua confiança nos resultados, potencializando sua vontade para atingir um fim, daí a suma importância do postulado hermético “Tudo é duplo, tudo tem dois pólos, tudo tem o seu oposto.” todas as verdades são meias verdades, portanto não se preocupe em procurar a verdade absoluta por trás da magia, ela é incogniscível em nosso estado de consciência, procure encontrar a explicação que lhe reverbera, que lhe da confiança, onde você pode construir uma base sólida para um bom trabalho, e quando essa não mais servir, troque-a sem pudor, mas baseado única e exclusivamente na sua crença, no seu poder.

Se tornar um mago é trazer a consciência que estamos fazendo magia o tempo todo, essa consciência pode vir a se transformar na percepção de que não se faz magia, se é magia. Daí a importância do controle de pensamentos e da disciplina. A medida em que se aumenta sua capacidade de manifestação e transformação da realidade a sua volta nossa responsabilidade aumenta, e muito. Fazer um ritual complexo envolvendo espíritos planetários para aumentar sua renda financeira e passar o resto da semana reclamando das suas dívidas e de como o dinheiro está faltando é magia, só que ao contrário !




É de suma importância seu estado mental/emocional em relação ao resultado, não é possível dizer qual a forma perfeita mas existem algumas que podem ser consideradas mais positivas e outras negativas, vejamos: o esquecimento total do intento, sendo reprimido até que exploda em manifestação, esse é bem complexo e exige bastante prática. O desejo é uma forma negativa que vai de encontro ao esquecimento e traz consigo um série de outras emoções nocivas a realização, como a expectativa e a ansiedade que estão fadadas a frustração.

É muito fácil entender se colocarmos nessa balança o medo e a esperança, em geral o medo SEMPRE vai vencer a esperança por isso fazemos de tudo para evitá-lo nesse processo, não trazendo a tona esses desejos. Esse fato é um dos que reforçam a ideia inicial de que os magos acreditam muito pouco em magia, tem muito medo de que ela falhe e isso leva a a) não fazer nenhuma por medo do fracasso b) fazer magia e fracassar materializando suas inseguranças.

O medo gera um volume de movimentação energética enorme que a esperança em geral não consegue combater, portanto ao realizar uma magia e duvidar de si mesmo, você está abrindo a porta para o medo, que como um estouro de manada vai entrar arrebentando tudo sem você nem perceber, a dúvida já se instalou e a tensão energética necessária para manifestar seu intento foi destruída pelo medo, se expressando na forma de dúvida e descrença.

Esse comportamento de felicidade quando uma magia funciona só reforça essa ideia. A magia funciona oras ! Caso não funcionasse você não estaria lendo esse texto, estaria vendo um filme ou fazendo outra coisa sem qualquer relação com um blog de ocultismo, muito dessa descrença é projetada na magia quando sua origem e objeto é o próprio mago que não confia em si mesmo.




Daí a importância de praticar sempre o tempo todo, se tornar mago/magia olhar o tempo todo para dentro e para fora, anotar resultados, buscar sucessos, descobrir sobre si mesmo o tempo todo. Se encontrar com outros praticantes, discutir conversar se mobilizar para realizar atividades em conjunto, torná-las magicas. Não existe nada tão cruel quanto a realidade e não existe nada tão maravilhoso quanto a realidade.

Portanto conhecer outras pessoas vão destruir muitos dos seus conceitos e vai permitir a construção de novos e melhores. Vai fazer você aprender muito, desenvolver-se muito. O ocultismo no Brasil vem crescendo a passos largos, vamos fazer nossa parte em torná-lo sério, vamos nos agregar a quem está fazendo um trabalho no qual confiamos ou ao menos queremos conhecer melhor. Vamos nos conectar, temos diversas redes e mecanismos para isso, existe uma revolução no horizonte, vamos fazer com que seja a nossa revolução.

Fonte: Teoria da Conspiração.

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Precisando de proteção?

Proteção 

1 cabeça de alho
3 punhados de arruda
3 cravos
3 punhados de cominho

1 onix
1 saquinho preto
barbante

Consagrar com o cone de poder em nome da Deusa e do Deus, que assim seja e assim se faça. Passar o saquinho pelos 4 elementos (sal grosso ou cristais /terra //// incenso ou pena/ar//// vela/fogo//// água/água. Em um dia de terça- feira (Planeta Marte) horário planetário: Meio dia as 13hs ou 19hs as 20hs.

Colocar o saquinho onde vc acha que mais está precisando de proteção em sua casa, carro, trabalho...

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

“AS PROSTITUTAS SAGRADAS”


O termo de “prostituta sagrada” é na sua acepção atual incorreto para o contexto da época. 
Antes do cristianismo lhe dar essa conotação pejorativa, durante milênios o Culto da
 Deusa 
Mãe e a sexualidade da mulher era sagrada e a liberdade do seu corpo igualmente
 enaltecida pelo amor, como forma de dádiva e iniciação amorosa. 
O termo queria exatamente significar o contrário dessa acepção
 de hoje e significava Mulher sagrada,
 porque dedicada ao culto da Deusa e desse modo era a Iniciadora do Amor ao mais 
alto nível e não a meretriz dos nossos dias a que associamos a prostituta.


Conforme passo a citar:






“O termo escolhido pelos modernos tradutores, é aplicado à hierodula
ou “mulher sagrada”do tempo da deusa, que desempenhava um papel importante 
no dia a – dia do mundo clássico.


As sacerdotisas de Deusa e os seus importantes
encontros iam até ao período Neolítico (7000-3.500ª.C.), tempos em que Deus era honrado 
e amado no feminino em todas as regiões conhecidas hoje como a Europa e o Médio Oriente.
No mundo antigo, a sexualidade era considerada sagrada, uma dádiva especial da deusa do
 amor, e as sacerdotisas que oficiavam-nos templos da deusa do amor do Médio Oriente
 eram consideradas sagradas pelos cidadãos dos impérios grego e romano. Conhecidas 
como “mulheres consagradas”, eram tidas em grande estima como invocadoras do amor,
 do êxtase e da fertilidade da Deusa.



In Maria Madalena e o Santo Graal
De MARGARET STARBIRD (Quetzal)




Na Suméria (Oriente Médio), por exemplo, as sacerdotisas da Deusa Inanna, 
mais tarde chamada de Ishtar, na Mesopotâmia, cultivavam o ritual da prostituição 
“como forma de ajudar aqueles que procuravam o templo para reencontrar-se, morrer
 para renascer e dar um novo sentido a vida”.

A própria Ishtar, “a benfazeja”, foi identificada como uma prostituta. E mais: sendo 

as prostitutas-sacerdotisas membros do templo, considerado centro religioso, político
 e econômico na Mesopotâmia, o status de prostituta era bastante elevado.
Não esqueçamos que no próprio código de Hamurabi, os direitos da prostituta 
sagrada eram protegidos. “Seus filhos não eram difamados e elas preservavam
 a reputação de mulher casada”.

Um dos primeiros poemas mais antigos que se tem notícia no mundo, oÉpico de Gilgamesh

 (em torno de 2.000 a.C), fala da prostituição de uma forma sagrada, bem como exalta
 seu poder civilizador.

Poderíamos ir multiplicando os exemplos. Mas não podemos deixar, por último, de citar a 

tentativa da Igreja, no passado, de associar Maria Madalena a figura de uma prostituta 
(arrependida). E Lot que “oferece suas filhas “virgens” aos habitantes de Sodoma em troca
 de deixarem em paz os estrangeiros que acolheu em casa (Gênese 19,6)”.
Mas voltemos ao nosso percurso. Os homens buscavam os templos para melhorar
 as colheitas, os rebanhos, para chover mais (“a chuva fecundadora”).
 E até para receberem as bênçãos ea graça das deusas visando engravidar suas esposas.

Segundo a historiadora Nickie Roberts, essas mulheres foram consideradas a encarnação
 terrena da deusa. Eram o “elo vital entre a comunidade e a sua divindade, e isso 
elas fizeram como sacerdotisas xamânticas”. As Vênus, por exemplo, representam a 
fertilidade.


Não havia a famosa dualidade neoplatônica tão cara ao cristianismo, ou seja, 
não havia um distanciamento fundamental entre o espiritual e do sexual. 
Carne e espírito comungavamcom certa harmonia, como parte da natureza.
 Por isso, tantos rituais de celebração a fertilidade nas mais diversas religiões e mitologias.

Marie Louise von Franz fala-nos das religiões pagãs, originárias dos germânicos e

 dos celtas, nas quais se cultuavam à Mãe Terra e a outras deusas da natureza.
 Em muitas dessas festas haveria a prática de orgias sexuais com uma aura de sacralidade.
 Os carnavais têm muito haver com essas celebrações. 
E as máscaras venezianas têm certa relação com a vontade de perde-se no todo, 
abandonando a individualidade.



Por isso, para alguns autores a prostituição sagrada era uma forma de atingir 

a espiritualidade através da carne. Nesse sentido, Débora F. Lerrer, em seu artigo
 Sexo Sagradonos afirma: “A prostituta sagrada encarnava a deusa, 
tornando-se responsável pela felicidade sexual”.

Do mesmo modo, os ritos secretos, ligados a tradições pagãs deixaram vestígios 

da existênciade rituais sexuais, como Mistérios de Eleusis, dedicado à deusa Deméter, 
na Grécia. E ritosoutros que se espalharam pela Europa. Todos com a característica 
de "transcender o indivíduo", como se "o prazer entrasse na esfera da vida cósmica".
Mais curioso ainda é que não só as sacerdotisas arrecadavam tributos para o templo. 
No culto à Deusa Milita, na Babilônia, por exemplo, pelo menos uma vez na vida todas
 as mulheres migravam à porta do templo e ofereciam serviços sexuais.
O dinheiro era, então, doado ao templo, como oferenda. Uma taxa dita como justa e 
devida à Deusa. Detalhe: nenhuma mulher poderia se negar a prestar o serviço.

Na Idade Média as francesas de Savóia, uma vez por ano, se reuniam para visitarem

 tabernas e se encontrarem com outros homens, com o consentimento dos respectivos
 maridos. A despeito da questão do pagamento, tal comportamento parece ser uma 
recorrência da época da prostituição sagrada e dos cultos da fertilidade.
Vejam que por trás do tema “prostituição sagrada” há uma boa discussão sobre sexualidade
 e religião. E mais: denota a força do patriarcalismo, embasada nos credos judaicos, cristãos 
e islâmicos, e seu controle sobre a sexualidade das mulheres.


Fonte: http://andreagraagra.blogspot.com.br/

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Benefícios da viagem astral



Os benefícios da exploração fora do corpo se estendem para além dos limites de nossos sentidos físicos e de nosso intelecto. Após uma experiência fora do corpo, muitas pessoas afirmam que ocorreu um despertar interior acerca da identidade espiritual, uma transformação do conceito de si mesmas. Elas vêem a si mesmas como algo mais do que matéria – mais conscientes e vivas.
Elas exprimem um profundo conhecimento interior baseado em sua particular experiência espiritual. Muitas dizem estar conectadas com algo maior que elas mesmas, conectadas com a própria fonte da vida. Elas relatam o efeito de um sentimento poderoso que rompe a densa barreira da ignorância, do medo e da limitação. Durante minhas palestras, eu reqüentemente ouço relatos de um crescimento do conhecimento pessoal e uma conexão interna com o espírito. Muitas relatam uma dramática expansão de suas capacidades de percepção que se estendem para muito além dos limites do corpo físico – um envolvente sentido de entendimento baseado em experiência pessoal direta.
Talvez o mais importante benefício que alguém possa receber com as experiências fora do corpo é o reconhecimento de nossa capacidade pessoal de descobrir as respostas por nós mesmos.astral 3
Quando me perguntam: “Por que exploração fora do corpo?” Minha resposta é simples: eu preciso saber as respostas por mim mesmo. 
Eu acredito que o propósito desta vida é a experiência. Nós precisamos experimentar e explorar por nós mesmos. Nós precisamos descobrir e conhecer ou ser escravos das opiniões dos outros. É chegado o tempo para que reconheçamos nosso verdadeiro potencial e explorar além das crenças e convicções. É chegado o momento de descobrir a verdade por nós mesmos.
Nós dispomos dessa oportunidade hoje. Experiências fora do corpo, de forma controlada, abrem as portas para uma nova e incrível fronteira do potencial humano e de descobrimento. Possibilita-nos viajar para além dos estreitos limites de nossos sentidos físicos e descobrir as respostas para os mais velhos mistérios de nossa existência.

Os itens enumerados abaixo são apresentados como um panorama dos múltiplos benefícios relatados em todo o mundo, pelos últimos trinta anos.


OS BENEFÍCIOS
1. Desenvolvimento de uma maior consciência da realidade – De acordo com um estudo detalhado, conduzido pelos Drs. Stuart Twemlow, M.D., Glen Cabbard, M.D., e Fowler Jones, Ed.D., 86% de seus 339 entrevistados que tiveram experiências fora do corpo informaram terem adquirido uma maior consciência da realidade. No mesmo estudo, 78% das pessoas informaram ter recebido benefícios duradouros.
2. Verificação pessoal da imortalidade – Esse é um poderoso elemento de transformação existencial vivenciado por milhões de indivíduos a cada ano. Sem dúvidas, as experiências fora do corpo fornecem uma evidência verificável e em primeira mão de nossa capacidade de existir fora e independentemente de nosso corpo físico.
3. Acelerado desenvolvimento pessoal – O reconhecimento e a experiência de que nós somos mais do que nossos corpos abre níveis completamente novos de desenvolvimento pessoal. Eu acredito firmemente que experiências controladas fora do corpo e iniciadas pelo próprio indivíduo são o que há de mais revolucionário no que tange ao desenvolvimento pessoal. Uma vez que nós possamos acessar e controlar conscientemente nosso eu extrafísico, podemos abrir as portas para um conhecimento ilimitado sobr e nossa mente subconsciente e dominar nossa habilidade de explorar o universo. Tudo que se refere ao potencial humano é extraordinariamente expandido para além de todos os conceitos e compreensão.
4. Uma diminuição do medo da morte – Quando nós temos a experiência de estarmos conscientes fora e independente de nosso corpo, nosso medo da morte se reduz consideravelmente. O medo da morte é o medo do desconhecido. Uma vez separado de  meu corpo, você sabe que você continua. Eu tenho descoberto que, quanto mais experiências fora do corpo nós tivermos, menor será o nosso medo e ansiedade quando a morte estiver perto.
astral 6
5. Aumento das faculdades psíquicas – Premonição, telepatia, premonições, profecias, a faculdade de enxergar as auras e as muitas outras faculdades psíquicas são freqüentemente relatadas como faculdades que foram ampliadas com as experiências fora do corpo. A razão disto ainda é desconhecida, mas muitos acreditam que é simplesmente um resultado natural de nós mesmos, nos tornando mais afinados com nossos sistemas internos de energia.
6. Um intensificado desejo por respostas – Uma vez que se reconheça que as respostas são possíveis, muitas pessoas iniciam uma busca espiritual, a fim de solucionar os mistérios que elas traziam desde a infância.
7. Percepções sobre a morte – A experiência fora do corpo fornece a evidência de que o processo de morrer não seja uma experiência dolorosa ou assustadora, mas, ao contrário, uma maravilhosa aventura espiritual.

8. Acelerada Evolução Humana – A verdadeira evolução de nossa espécie não é uma mudança biológica, mas sim a evolução de nossa consciência. À medida que nosso mundo se torna cada vez mais complexo, existe uma necessidade interior de descobrir a razão oculta por detrás das mudanças físicas que percebemos ao nosso redor. Essa necessidade de conhecer as respostas para as muitas perguntas sobre os mistérios que nos rodeiam levará nossa espécie ao próximo nível de evolução. Quando olhamos para o passado da evolução humana, nós observamos uma clara mudança das sociedades baseadas em atividades físicas, com as sociedades agrícolas, para uma nova sociedade baseada nas qualidades do pensamento, como as sociedades tecnológicas. Futuramente, nossa espécie estará pronta para o próximo grande passo: o reconhecimento e verificação de nosso ser espiritual e a exploração das dimensões extrafísicas.
9. Cura Espontânea – Existe um grande número de relatos de indivíduos que afirmam terem curado a si próprios e curado outros, quando estavam fora do corpo. Freqüentemente, essa cura é iniciada através de um pensamento focalizado diretamente naquela área específica do corpo.
10. Uma Expansão do Autoconhecimento – Em vez de vermos a nós mesmos como seres físicos possuindo uma alma, muitos reconhecem a si mesmos com almas (consciências) que temporariamente estão utilizando um corpo biológico.
astral 7
11. Expansão da Espiritualidade – Muitas pessoas relatam profundas visões de sua  natureza espiritual, com fortes conexões com sua essência espiritual. De acordo com uma pesquisa fenomenológica, conduzida pelo Dr. Stuart Twemlow, 55% dos participantes se referiram às suas experiências fora do corpo como uma experiência espiritual. Além disso, muitos informam uma profunda conexão com sua essência e uma profunda compreensão de sua natureza espiritual. Uma compreensão definitiva de estar conectada a algo maior que elas mesmas. Se chamamos isso de espírito ou de mente universal ou Deus ou outra forma, o fato é que existem relatos consistentes de uma poderosa conexão interior.
12. Reconhecimento e Experimentação das Influências de Vidas Passadas – O notável trabalho do Dr. Weiss e outros respeitáveis médicos e terapeutas que utilizam a hipnose tem fornecido evidências convincentes de que as vidas passadas são um elemento importante de nossas condições psicológicas e temperamentos atuais. Essas memórias subconscientes podem ser exploradas através das experiências fora do corpo.
13. Acelerada Transformação Espiritual – Experiências fora do corpo nos auxiliam a libertarmo-nos de atavismos e velhos hábitos mentais. Em muitas ocasiões, as pessoas me falam que o choque de verem a si mesmas independente de seus corpos físicos lhes deu uma perspectiva mais iluminada sobre a sua atual existência física. Essa visão ampliada de si mesmas tem sido um instrumento para o despertar de novos níveis de crescimento pessoal e de compreensão.
14. Obtenção de Respostas Pessoais – Todos nós temos perguntas sobre nossa existência: o que somos nós? Qual é a nossa finalidade aqui? Nós continuamos? O que se ganha com a vida? Essas perguntas e muitas outras podem somente ser respondidas através de experiências pessoais. A experiência fora do corpo fornece um método poderoso para todos nós possamos obter as respostas que buscamos. Por que nos fixar em crenças quando as respostas estão disponíveis?
astral 8
15. Encontro com ser de luz, um anjo ou algum tipo de residente extrafísico – Muitas pessoas relatam um encontro pessoal frente-a-frente com alguma forma de habitante extrafísico. O Dr. Stuart Twemlow relata que 37% de seus grupos de estudos estavam cientes da presença de um ser extrafísico, enquanto que 30% informaram a presença de guias ou auxiliares.
16. Um ampliado respeito pela vida – Uma notável aversão à violência e à morte aparece. Por exemplo, a idéia de caçar ou matar um animal torna-se repugnante. Eu acredito que isso é devido ao conhecimento pessoal que é obtido, referente à nossa interconexão espiritual.
17. Um ampliado sentido de auto-respeito, responsabilidade e dependência oculta – Muitos reconhecem, freqüentemente pela primeira vez, que eles são o centro criativo de suas existências físicas. Eles freqüentemente experimentam o vasto potencial e poder de seu ser interior e extrafísico e tocam a sua essência criativa. Muitas pessoas informam que, mais do que nunca, eles são completamente responsáveis pelos seus atos, tanto em pensamentos como em ações.
astral 11
18. Uma redução na hostilidade, violência e criminalidade – As pessoas que experimentaram a noção de ser mais do que corpos físicos freqüentemente percebem a autodestruição provocada pelo ato de roubar ou prejudicar os outros. Isso é devido à compreensão do fato de continuarem a existir além do corpo físico. Uma vez que elas agora compreendem que continuam a existir além da morte, elas então percebem que suas responsabilidades pessoais também continuam.
19. Aumento de conhecimento e sabedoria – Somente a experiência gera sabedoria e as experiências fora do corpo possuem a capacidade singular de fornecer um conhecimento e sabedoria muito além dos limites de nossas percepções físicas.
20. Um profundo sentido de conhecimento contrapondo-se à crença – O conhecimento pessoal é poderoso e transformador, especialmente quando comparado às crenças. As experiências fora do corpo fornecem um conhecimento verificável objetivo, em primeira mão de nossa imortalidade e de nossa identidade espiritual. Isso não pode ser adequadamente explicado – deve ser experimentado.
astral 9
21. Uma calma interior – Um sentimento de paz que advém do conhecimento, em vez da esperança de sermos verdadeiramente imortais.
22. Um ampliado gosto pela vida – Existe um entusiasmo inerente às explorações fora do corpo que dificilmente pode ser traduzido em palavras – um gozo, um regozijo que atinge as profundezas de nosso ser. A percepção de que somos muito maiores que nossa atual personalidade ou ego. Quando nos separamos de nossos corpos físicos e ativamente exploramos nossos arredores, nós sabemos profundamente que somos os verdadeiros exploradores. A própria vida se torna uma aventura, uma excitante jornada do descobrimento. O entusiasmo interno que sentimos é inconfundível, um sentimento interior de que estamos trilhando um caminho além do nosso tempo.
23. Ampliação da inteligência, rememoração e melhoramento da criatividade – Muitas pessoas relatam que suas experiências fora do corpo, de alguma forma, ampliaram suas percepções da realidade e inteligência. Algumas acreditam que experiências fora do corpo possam ter estimulado áreas de seus cérebros que não eram utilizadas durante a vida física normal. De um ponto de vista biológico, isso poderia ser fruto de uma estimulação do lóbulo temporal direito ou a glândula pineal. A explicação médica para isso ainda é desconhecida, mas, de acordo com extensas pesquisas conduzidas pelo Doutor Penfield, um neurocirurgião canadense, quando o lóbulo temporal direito é estimulado por suaves correntes elétricas, os pacientes informaram regularmente terem tido experiências fora do corpo. Além disso, há uma evidência substancial de que o lóbulo temporal direito é misteriosamente ativado durante a morte ou durante as experiências de quase morte. Há uma pesquisa que sustenta a existência de conexões entre o cérebro biológico e o nosso sistema energético extrafísico. Se assim for, então, talvez haja interações tanto elétricas quanto químicas que ainda desconhecemos. Todo esse estudo requer pesquisas adicionais.
astral 9o
24. Uma sensação de aventura – Cada dia e cada noite é uma oportunidade para experimentar uma nova aventura. O autor, Tom Robbins, talvez tenha dito da melhor forma: “A maior aventura humana é a evolução da consciência. Nós estamos nessa vida para engrandecer a alma e iluminar o cérebro”.
Os benefícios das experiências fora do corpo são uma realidade que podem se experimentadas por todos. Tudo o que precisamos é uma mente aberta e uma orientação adequada, para acessar nosso ilimitado potencial. A capacidade de explorar áreas invisíveis do universo está agora disponível, mas cabe a nós a decisão de darmos o passo adiante, transformando-nos de meros observadores curiosos em ativos exploradores. Eu acredito que esse passo é crucial para nossa vida e para a nossa evolução. A decisão de explorar além dos limites de nosso corpo pode nos fornecer um método eficiente, para obter as respostas e discernimentos que procuramos.
Essa viagem da consciência, do plano físico para o plano espiritual, é uma realidade da qual não podemos escapar – nossa única e real decisão é a decisão de iniciá-la.
(Texto extraído do livro “Aventuras Além do Corpo” – William Buhlman – Ed. Ediouro)
Fonte: http://www.imagick.org.br

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

A Deusa se comunica conosco das maneiras mais inesperadas...

Hoje ao abrir o portão parei e pensei: "Minha Deusa se isso for o melhor pra mim, me mostre de alguma forma, por que estou me sentido tão insegura à respeito."

E esta folha caiu na mesma hora bem em cima dos meus pés.



Bem, para uns isso pode não significar nada. Mas para mim, que acredito, isto é uma resposta. Um sim! Um sinal de boa sorte.

Porque a Deusa e o Deus podem se manifestar de várias maneiras em nossa vida, às vezes da forma mais simples possível. Basta só que você perceba os sinais e acredite.

Em um outro momento da minha vida, depois de um acontecimento, eu estava tão arrasada que tudo que eu conseguia fazer era chorar de joelhos diante do meu altar. E lembro-me que em um momento eu falei: "Minha Deusa, por favor, por favor não me deixe mais sofrer por causa disso!" E de repente eu parei, não haviam mais lágrimas, é como se toda a dor e tristeza tivesse naquele momento desaparecido do meu ser... E dentro de mim escutei uma voz , uma voz mansa, de puro amor que dizia: "Amanhã olhe para o sol" ... E eu entendi que eu deveria parar e acreditar que amanhã e nos dias a seguir eu estaria bem melhor.

Isto é amor, o amor mais puro e grandioso que a Deusa e o Deus tem por nós.






"Celebre-me sob a luz da lua cheia, nos campos, nas florestas, nos bosques e cavernas.


 Dancem e cantem em minha homenagem e os mistérios da arte eu lhes revelarei. 


O meu poder será o seu poder, a minha força será a sua força, o meu conhecimento será o seu conhecimento, pois eu sou a sua Mãe e vocês são meus filhos. 


Venham minhas crianças, retornem a mim no amor, pois é o amor a única lei, amor em liberdade e harmonia."